Você é um profissional?
Cadastre-se
FASES DA OBRA

Se você não possui o terreno para a construção, esse é o primeiro passo da sua obra. São vários órgãos e serviços envolvidos nessa fase. Você pode optar por uma imobiliária ou um corretor de imóveis para lhe assessorar. As Prefeituras também possuem um setor de atendimento específico com infomações sobre os imóveis. Escrituras e documentações são emitidas por cartórios e homologadas nos Registros de Imóveis. Existem também financiamentos bancários para aquisição de terrenos. Dependendo da situação talvez você precise dos serviços de um topógrafo para, por exemplo, fazer as medidas do terreno. Um engeheiro civil ou arquiteto também pode lhe auxiliar nessa fase verificando situações que possa causar transtornos na execução da obra, como desníveis de terreno. Você também pode fazer sondagens de solo para verificar se o tipo de terreno é adequado para a construção, economizando com a estrutura da obra.


Ver artigos relacionados...

As construções devem obedecer à legislação vigente do Município, por isso, é importante que o profissional (engenheiro civil ou arqiuteto) lhe passe informações sobre os tipos de obra e a área permitida para construção no seu terreno. O profissional contrato tem obrigação legal de aprovar os projetos junto à Prefeitura Municipal que emitirá o Alvará de Construção.

Em geral são solicitados os seguintes documentos:
• Requerimento solicitando o Alvará;
• Projeto arquitetônico, projetos de engenharia e suas respectivas ARTs;
• Matrícula atualizada;
• ART de execução de obra/serviço.

O que é ART? Anotação de Responsabilidade Técnica – criada pela Lei 6.496/77. A ART é a formalização do contrato entre o cliente e o profissional, onde se estabelece, além das obrigações contratuais, a identificação dos responsáveis pela obra ou prestação de serviços. É uma garantia pelos serviços prestados. A taxa incidente varia de acordo com o tipo de serviço.


Ver artigos relacionados...

O Projeto Arquitetônico é a representação da ideia da obra. A primeira etapa do projeto arquitetônico é o Levantamento de Dados. É o primeiro contato entre cliente e arquiteto. Nesse momento o cliente deverá passar ao arquiteto todos os objetivos e as necessidades para o projeto. O ideal é que o arquiteto também visite o terreno para poder estudar as características do imóvel (posição do sol, nivelamento do terreno). Após o Levantamento de Dados é realizado o Estudo Preliminar. Nesse momento são preparados os primeiros croquis do projeto e é muito importante que o cliente acompanhe atentamente o desenvolvimento dessa fase, onde, no anteprojeto, se tem uma boa noção da área do terreno, das dimensões, fachadas... Quanto mais tempo for dedicado nesse anteprojeto, melhor. Arquiteto e cliente poderão prever possíveis problemas que afetarão a execução da obra, e que podem aumentar os custos do projeto. Definida as variáveis no anteprojeto, elabora-se o Projeto Legal que é encaminhado à prefeitura para serem aprovados de acordo com as normas estabelecidas em cada munícipio e órgãos reguladores. Por fim, chega-se ao Projeto Executivo, onde integra-se o projeto arquitetônico aos projetos complementares.


Ver artigos relacionados...

Baseados no Projeto Arquitetônico e preferencialmente coordenados pelo arquiteto para solucionar possíveis incompatibilidades na obra, os Projetos Complementares são elaborados por profissionais especializados e compreendem:

Projeto Estrutural
O Projeto Estrutural é o dimensionamento das estruturas que sustentarão a obra. As estruturas consistem em vigas, lajes, pilares que além de dar segurança à obra visam evitar alguns problemas como fissuras ou trincas.

Projeto de Instalações Elétricas
No Projeto Elétrico serão determinados os pontos de utilização de energia elétrica, os caminhos dos eletrodutos na construção e definidos o tipo e a localização dos sistemas de proteção.

Projeto de Instalações Hidrossanitárias
O Projeto Hidrossanitário trata dos sistemas de distribuição de água e recolhimento dos esgotos. Dimensionam o volume dos reservatórios de água, volumes de caixas de inspeção e fossas, calculam diâmetros de tubos e conexões, localização de ralos...

Projeto de Instalações Complementares
Nos Projetos Complementares serão previstos as passagens e os pontos para instalação de ar condicionado, tvs e sistemas de som, internet, telefones, gás...

Bons Projetos Complementares, evitam desperdícios de materiais e mão-de-obra impactando, diretamente, nos custos totais da construção.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da obra são elaborados os Levantamentos de Quantitativos (todos os recursos necessários para execução e finalização da obra – equipamentos, mão-de-obra, materiais) e determinado uma estimativa para o custo total da obra.

O planejamento adequado da construção resulta em um bom Cronograma Físico-Financeiro. Esse cronograma mostra a evolução da construção. Quando cada fase da obra começa e termina e os recursos financeiros aplicados em cada etapa. Esse cronograma organiza os recursos financeiros e o tempo de andamento da obra. Em caso de financiamento, esse cronograma é uma exigência das agências bancárias.


Ver artigos relacionados...

Projetos  definidos e aprovados, orçamentos e cronogramas estudados e detalhados é hora de preparar e organizar efetivamente o início da construção. Nessa fase são realizados alguns serviços preliminares como a limpeza do terreno, serviços de terraplanagem, estudo topográfico e sondagens de solo. Nessa etapa também se faz as instalações de água e energia elétrica para suprir as demandas da obra.


Ver artigos relacionados...

As fundações são as estruturas que transmitem para o solo as cargas da construção. Nessa fase, o mestre-de-obra precisa respeitar as informações contidas no projeto estrutural. Utiliza-se as madeiras para as caixarias, o aço (ferragem) e os materiais para produção de concreto (brita, areia, cimento, aditivos). Dependendo da obra, ainda pode-se optar pelo concreto usinado que pode vir a baratear o custo da construção por reduzir a mão-de-obra.


Ver artigos relacionados...

Após as fundações serem executadas, o próximo passo são as estruturas. Os pilares, as vigas, as lajes, o escoramento são algumas partes dessa fase da construção. Aqui também pode-se optar pelo concreto normal ou o usinado e também serão utilizadas as madeiras para caixaria. É nesse estágio que eletricistas e encanadores devem passar as tubulações e caixas que ficarão embutidas nas lajes e concretos.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da obra são erguidas as paredes que servirão separar os ambientes e fazer o fechamento da construção. A alvenaria mais comum é a de vedação, utilizando-se da estrutura da obra ela não precisa de muita resistência, pois sua sustentação vem das armações vigas e pilares.

Paredes levantadas, eletricistas e encanadores deverão fazer os recortes na parede e passarem eletrodutos e tubulações e deixar os pontos de tomadas, passagem de gás e torneiras prontos.

Por fim, faz-se o chapisco, o emboço e o reboco que dará o acabamento das paredes.


Ver artigos relacionados...

A cobertura deve ser executada conforme o projeto arquitetônico. Pode ser laje com telhado embutido (que não aparece na construção) ou o telhado normal. Tudo depende da identidade da construção. Atualmente há no mercado uma grande variedade de cores e tipos de telhas. De acordo com a opção da telha será feito a estrutura que suportará essas peças. É imprescindível o uso de madeiras tratadas e de qualidade.

Além da madeira, telhas e acessórios, nessa fase da obra entram as calhas e rufos que além de captarem as águas das chuvas protegem a construção.


Ver artigos relacionados...

Nesse momento da obra os profissionais, pedreiros e encanadores seguem rigorosamente as instruções do projeto hidrossanitário. O projeto prevê as instalações dos reservatórios de água, os sistemas de ligação (direto/indireto ou misto), o esgoto e tubulações e conexões. Dependendo do projeto, consta também as informações para materiais hidráulicos para água quente.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da obra os eletricistas fazem a passagem dos fios pelos eletrodutos, a instalações de tomadas e interruptores, instalam os quadros de distribuição com os disjuntores. Também são passadas as fiações de telefone, internet e televisão. É hora também das instalações de gás, instalações das entradas de ar-condicionado e circuitos de videomonitoramento.


Ver artigos relacionados...

As esquadrias compreendem as portas, janelas e porta-janelas e fechaduras. São vários tipos de materiais e modelos de abertura. As esquadrias podem ser de madeira, PVC, ferro, alumínio, vidro, ACM. E as aberturas variam também: Desde aberturas normais (com dobradiças), as laterais (sobre trilhos), basculantes, maxim-ar... São vários formatos e tudo vai depender do projeto arquitetônico proposto.


Ver artigos relacionados...

Esse acabamento é opcional, mas agrega bastante valor à obra. O projeto arquitetônico deve contemplar a aplicação do gesso e como se trata de um acabamento refinado, a contratação do profissional qualificado é fundamental para a execução do serviço.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da obra são assentados os pisos e revestimentos cerâmicos, porcelanatos, azulejos, pisos laminados, soleiras e rodapés. O mercado oferece diversos tipos de materiais, modelos, tamanhos e texturas. Para cada tipo de revestimento cerâmico ou porcelanato existe uma argamassa específica. Siga as instruções dos fabricantes, informe-se com o lojista que revende os produtos. Contrate um bom profissional ou construtor para prestar o serviço com qualidade e sem desperdícios de materiais.


Ver artigos relacionados...

Nessa etapa da construção são instaladas as louças e os metais. Os vasos sanitários, as pias, cubas, tanques, torneiras, misturadores, válvulas. O manuseio e a instalação dessas peças precisa ser feito com muito cuidado e atenção.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da obra as paredes são preparadas para receber a pintura. O mercado oferece vários tipos de tinta (látex, acrílica, esmalte e epóxi) cada uma com suas características de aplicação e seus custos. Leve em consideração a experiência do pintor na contratação do profissional. Além da correta aplicação de seladores e massas-corrida, um bom profissional evitará desperdícios de materiais, contribuindo com a economia da construção.


Ver artigos relacionados...

Nessa etapa do acabamento são instaladas as lâmpadas, spots, plafons, arandelas, lustres. O mercado oferece vários tipos de modelos desses produtos. Arquitetos e decoradores são profissionais indicados para auxiliar na escolha dos modelos mais adequados com a proposta da construção.


Ver artigos relacionados...

Os móveis planejados ou os móveis sob medida, proporcionam em geral uma maior personalização dos ambientes e dos espaços disponíveis em uma residência ou mesmo em um escritório, e são também geralmente muito mais práticos e deixam os ambientes mais bonitos. Além dos  móveis entram aqui os mármores e granitos que compoem o acabamento da casa com muita elegância e sofisticação. Na região temos muitas empresas que prestam excelentes trabalhos com muita criatividade e com materiais de ótima qualidade.


Ver artigos relacionados...

Nessa fase da construção são vários tipos de serviços executados. Dependendo do espaço e recursos, podem ser feitas áreas de festas, piscinas, hortas, jardins, quiosques... Essa etapa também pode estar (deveria estar) prevista no projeto arquitetônico para que a identidade da construção seja preservada. É comum também que se construa o muro ou cercado do terreno no final da obra.


Ver artigos relacionados...

A última parte da construção é a limpeza da obra. Aí entram os serviços de limpeza e polimento de porcelanatos, limpeza dos pisos e revestimentos, limpeza de paredes e coleta de entulhos. É a hora de deixar a construção prontinha para morar. Existem em nossa região empresas especializadas na venda de produtos específicos para limpeza e prestadores de serviços para a pós-obra.


Ver artigos relacionados...